Fundação da Juventude

28º Concurso Nacional para Jovens Cientistas

De 17/04/2020 a 05/06/2020

28º Concurso Nacional para Jovens Cientistas

Até 5 de junho, estão abertas as candidaturas para a 28 edição do Concurso Nacional para Jovens Cientistas.

 

O Concurso Nacional para Jovens Cientistas é desenvolvido pela Fundação da Juventude desde 1992, tendo como objetivos promover os ideais de cooperação e intercâmbio entre jovens cientistas e investigadores, estimulando o aparecimento de jovens talentos nas áreas da Ciência, Tecnologia, Investigação e Inovação.

 

Esta edição é organizada pela Fundação da Juventude, em colaboração com a Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Cientifica e Tecnológica.

 

De âmbito nacional, este concurso pretende promover a realização de projetos científicos inovadores nas escolas, incentivar o empreendedorismo qualificado e favorecer o aproveitamento económico do conhecimento científico e tecnológico

 

Os projetos devem enquadrar-se numa das seguintes áreas de estudo: Biologia; Ciências da Terra; Ciências do Ambiente; Ciências Médicas; Ciências Sociais; Economia; Engenharias; Física; Informática/Ciências da Computação; Matemática; Química e Bioeconomia.

 

Até 5 de junho, estão abertas as candidaturas e devem ser submetidas através do formulário de inscrição

 

APRESENTA A TUA CANDIDATURA!

 

Nota Importante: No atual contexto, e em virtude das recomendações de distanciamento social e das restrições à organização de grandes eventos, a Fundação da Juventude entende não existirem as condições necessárias para a realização da Mostra Nacional de Ciência tal como tem vindo a acontecer nas últimas 13 edições.

  • Para quem

    Podem participar neste concurso, estudantes a frequentar, em Portugal, o ensino básico, secundário ou primeiro ano do ensino superior, com idades compreendidas entre os 15 e os 20 anos.

    São admitidos a concurso projetos individuais ou em grupo, com o máximo de 3 elementos.

    Os professores coordenadores dos projetos apresentados a Concurso, têm a possibilidade de participar gratuitamente numa ação de formação de curta duração ACD (4 horas), acreditada para progressão na carreira, ao abrigo do artigo 8. Estamos a enveredar esforços para que esta formação tenha lugar on-line.

  • Como participar

    Os projetos devem enquadrar-se numa das seguintes áreas de estudo: Biologia; Ciências da Terra; Ciências do Ambiente; Ciências Médicas; Ciências Sociais; Economia; Engenharias; Física; Informática/Ciências da Computação; Matemática, Química e Bioeconomia.

     

    Na área da Bioeconomia os projetos devem basear-se no uso de materiais biológicos renováveis provenientes de plantas, animais ou micro-organismos, para aplicação nos seguintes domínios: a) Segurança alimentar, nutrição e saúde; b) Produção de materiais não alimentares inovadores.

     

    Não são admitidos a concurso trabalhos que envolvam substâncias radioativas, materiais tóxicos e cancerígenos, experiências que impliquem o sofrimento físico ou psicológico de animais vivos, ou a sua morte. Os projetos que envolvam experiências com animais vivos só serão aceites em animais vertebrados e invertebrados não humanos, quando a experimentação não invasiva tiver sido conduzida

     

    Os projetos devem ser submetidos eletronicamente até 5 de junho de 2020, através do preenchimento do formulário online. Consulta o guia de apoio para a submissão de candidaturas com sucesso.

     

    Cada escola poderá submeter até um máximo de 6 trabalhos.

     

    Durante a candidatura os jovens devem preencher o formulário on-line e anexar o projeto de acordo com as seguintes indicações:

    • Identificar claramente a área do estudo;
    • Apresentar um sumário (abstract) de uma página A4 contendo os aspetos mais relevantes do projeto (palavras-chave, objetivos, metodologia, observações e conclusões);
    • Apresentar um relatório escrito com um máximo de 10 páginas A4, em ficheiro pdf. (máximo de 3MB);
    • Os relatórios deverão apresentar a forma de um artigo científico, apresentando a seguinte estrutura 1) introdução/revisão bibliográfica, 2) material e métodos, 3) resultados, 4) Discussão, 5) Referências bibliográficas. . Os relatórios deverão ter em conta aspetos básicos da investigação científica tais como a) colocar e testar uma hipótese; b) utilizar controlos; c) não cair na tentação de extrapolar conclusões que não podem ser inferidas a partir das experiências; d) não apresentar conhecimentos adquiridos na literatura como se fossem descobertas originais.
    • Poderão ainda apresentar anexos como fotografias, desenhos, gráficos e vídeos (máximo de 10MB);
    • Breve descrição do projeto, no máximo de 10 linhas, para incluir no catálogo oficial do CONCURSO NACIONAL DE JOVENS EMPREENDEDORES, a qual deve explicar de forma simples e clara, o projeto.

     

    O trabalho deverá ser escrito em português. No entanto, os projetos premiados que venham a participar na Final Europeia deste certame devem, até ao dia 7 de Junho, entregar o projeto traduzido para Inglês

  • Mostra Nacional de Ciência

    No atual contexto, e em virtude das recomendações de distanciamento social e das restrições à organização de grandes eventos, a Fundação da Juventude entende não existirem as condições necessárias para a realização da Mostra Nacional de Ciência tal como tem vindo a acontecer nas últimas 13 edições.

    Assim, será realizada a avaliação documental dos projetos a Concurso e em breve daremos mais informações da forma como irão decorrer as entrevistas on-line.

  • Prémios

    Os prémios principais a atribuir aos alunos dos projetos selecionados são 5 e variam entre os 1.250€ e os 400€.

    Serão ainda atribuídos prémios especiais, de acordo com as parcerias estabelecidas.

    O concurso prevê ainda a atribuição de um Prémio Especial Professor(a) Coordenador(a) do 1º Prémio, para distinguir empenho e a dedicação no acompanhamento do projeto, valorizando assim a experimentação e a investigação aplicada em processos educativos.

    Podem ainda conceder Menções Honrosas, não pecuniárias, aos projetos que manifestamente apresentem índices de inovação e oportunidade relevantes.

  • Avaliação do Júri

    Ciência Viva - Agência Nacional para Cultura Científica e Tecnológica, é responsável pela nomeação do júri a quem cabe a tarefa de avaliar e selecionar os projetos. O júri integrará professores e investigadores de reconhecido mérito das diferentes áreas científicas envolvidas, para além de representantes da Fundação da Juventude, da Ciência Viva e da Agência Portuguesa do Ambiente.

    O júri irá efetuar a avaliação documental dos trabalhos, de acordo com a sua estrutura e apresentação, conteúdo científico, qualidade da experimentação e inovação. Está prevista a realização de entrevistas on-line aos autores dos projetos, processo sobre o qual oportunamente daremos mais informações.

    Os prémios são atribuídos por unanimidade, não havendo recurso sobre essa decisão.

  • Participações Internacionais

    Os projetos premiados no Concurso Nacional para Jovens Cientistas podem vir a participar em eventos europeus e mundiais, de acordo com a decisão da Fundação da Juventude e da Ciência Viva. No entanto, o calendário de eventos para 2020 e 2021 não está ainda definido pelo que a esta data não é possível prever as participações.

     

  • Organização

       

  • Parcerias

    O 28º Concurso Nacional para Jovens Cientistas é promovido pela Fundação da Juventude em colaboração com a Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, e conta com as seguintes parcerias:

                

     

    A Fundação da Juventude ainda se encontra a fechar parcerias, pelo que esta lista ainda pode ser alterada.

  • Contactos

    Susana Chaves

    Telf.: (+351) 223 393530
    Telm.: (+351) 967 450 612

    Email:  schaves@fjuventude.pt

Sede

  • Palácio das Artes - Fábrica de Talentos
    Largo de S. Domingos, 19
    4050-545 Porto
  • Tel: + 351 22 339 35 30
    Fax: + 351 22 339 35 44

Newsletter